Logo_PT

Cyberarqueologia: uma nova forma de explorar o passado

Cyberarqueologia: uma nova forma de explorar o passado

cyberarqueologia-header

Em 1870, quando o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann encontrou a cidade de Tróia, suas principais ferramentas de trabalho foram colheres, facas, picaretas e algumas toneladas de dinamite.

Quase um século e meio depois desse achado, arqueólogos ao redor do mundo realizam suas escavações usando equipamentos bem mais modernos: drones, scanners, câmeras de alta resolução e aparelhos que captam imagens em 360 graus e em 3D.

Tecnologias que até há pouco tempo existiam apenas nos livros de ficção científica, agora nos ajudam a compreender melhor o nosso passado.

Uma das principais ferramentas utilizadas pelos cyberarqueólogos – arqueólogos que utilizam tecnologia para realizar o trabalho – é o LIDAR, ou Light Detection and Ranging (algo como Detecção e Mapeamento por Luz). Esses aparelhos funcionam com pulsos a laser e são normalmente acoplados a aviões ou drones para sobrevoar um determinado local scaneando a sua topografia. A precisão é tamanha que eles conseguem “enxergar” detalhes como a distância e a forma dos objetos.

Na sequência, os cyberarqueólogos levam os dados coletados para o laboratório e remontam em realidade virtual as imagens obtidas. Tudo isso sem precisar escavar um centímetro do solo. A representação virtual detalhada facilita a identificação do que é terra, pedra ou material arqueológico, preservando o solo e suas camadas de história sobrepostas.

No início do ano passado, essa tecnologia ajudou uma equipe internacional de cientistas a realizar uma grande descoberta na região de Aguada Fênix, no México. Um cenário de vegetação densa e de difícil acesso.

Depois de sobrevoar o local com um drone equipado com um scanner LIDAR, as imagens obtidas pelo equipamento revelaram uma plataforma de 1,4 km de comprimento, construída há mais de três mil anos com argila e terra batida. O maior e mais antigo monumento da civilização Maia encontrado até o momento: um platô artificial cuidadosamente disposto para permitir a observação do Sol nascente no início do verão e do inverno e também para estudar os movimentos dos astros. Estas são hipóteses levantadas pelos cientistas que participaram da pesquisa.

Recentemente, outras descobertas arqueológicas também foram possíveis graças a essas tecnologias.

Um grupo italiano de cyberarqueólogos mapeou a cidade romana de Falerii Novi, fundada há mais de dois mil anos e completamente soterrada. Sem nenhuma escavação, apenas com o uso desses modernos equipamentos, foram encontrados um templo, um teatro e uma rede subterrânea de encanamento.

Outra expedição científica encontrou na ilha escocesa de Arran quase mil novos sítios arqueológicos. Das relíquias descobertas no local, estavam assentamentos pré-históricos e fazendas medievais.

No Camboja, imagens captadas por um drone equipado com LIDAR revelaram uma cidade medieval perdida de aproximadamente 1.200 anos.

Em Dourado, cidade brasileira localizada há 280 km de São Paulo, estudantes de engenharia descobriram um sítio arqueológico com mais de 12.600 anos repleto de inscrições rupestres nunca antes relatadas.

Toda essa tecnologia tem permitido aos cientistas a troca rápida e segura de estudos e pesquisas entre laboratórios do mundo todo, e ampliou a gama de pesquisadores dispostos a analisar o terreno e a identificar mais pontos de interesse. Muitos internautas que carregam em si o espírito do pesquisador, através da plataforma GlobalXplorer (www.globalxplorer.org), também podem analisar as imagens coletadas em busca de tesouros arqueológicos ainda desconhecidos.

Nos últimos anos, o homem fez grandes avanços tecnológicos. Mas, quanto mais ele caminha em direção ao futuro, maior parece ser a vontade de conhecer o passado, quem ele é e de onde veio. Com a ajuda da tecnologia, os cyberarqueólogos buscam responder, pelo menos em parte, a essas perguntas. Se eles irão conseguir, só o tempo poderá dizer.

Colaboração: André de São Plácido Brandão

Nosso Movimento

Nosso Movimento

Ver mais

Matérias relacionadas

O Sabor Alimenta?

Da interação das sensações, surge o prazer sutil pelo qual conduzimos nossas escolhas diárias

ManifestaMente

O treinamento mental vem, cada vez mais, cativando pessoas que descobrem nele o caminho para a sutilização.

O Sabor Alimenta?

Da interação das sensações, surge o prazer sutil pelo qual conduzimos nossas escolhas diárias

ManifestaMente

O treinamento mental vem, cada vez mais, cativando pessoas que descobrem nele o caminho para a sutilização.

error: Conteúdo reservado ao Site da PRÓ-VIDA.

SEG    DOM

16-22

AGO    AGO

Online

Semana de Básico

PT

Será transmitido nos idiomas e horários locais:

PORTUGUÊS - COM INTERAÇÃO

Segunda a sexta-feira

20h30 às 23h30*

Sábado

14h30 às 17h30*

Domingo

10h00 às 12h00*

Hora de São Paulo

*Horários de término aproximados.

Inscrições abertas para R.A e participantes de nível Básico que estão retornando.

SEG    DOM

19-25

JUL    JUL

Online

Semana de Básico

PT

Será transmitido nos idiomas e horários locais:

PORTUGUÊS - COM INTERAÇÃO

Segunda a sexta-feira

20h30 às 23h30

Sábado

14h30 às 17h30*

Domingo

10h00 às 12h00*

Hora de São Paulo

*Horários de término aproximados.

As vagas para essa atividade foram preenchidas. Caso queira ser avisado quando uma nova semana for agendada, clique aqui.

Requisitos técnicos necessários

Gostaríamos de informar que, para a participação no Básico on-line, são necessários os seguintes requisitos mínimos:

Computador (Windows/Mac)

Computador com câmera integrada ou conectada por entrada USB.

As atividades não poderão ser assistidas por nenhum outro dispositivo, tais como celulares, smartphones e tablets ou computadores com outros sistemas operacionais.

Especificações e Sistema Operacional

• Processador: Intel Core i3, i5 e i7 – 3100 Series , ou superior.

• Memória RAM: 4GB, ou superior.

• Sistema Operacional:

• Windows 7 com todas as atualizações, ou versão superior (somente 64 bits).

• MacOS 10.15 Catalina, ou versão superior.

Verifique as configurações de seu computador Windows clicando aqui.

Como verificar suas especificações no Mac? Clique aqui.

Fones de ouvido com microfone (headset)

Modelos homologados para uso com nossa plataforma.

Consulte a lista de headsets homologados:

Internet

Banda larga com conexão estável, com no mínimo 10MB de download e 4MB de upload.

Como verificar sua banda de internet? Clique aqui para testa-la.

* Os requisitos técnicos poderão ser atualizados. Acompanhe aqui eventuais alterações.

Fones de ouvido homologados

Marca

Modelo

Tipo

Bose

Quiet Comfort 35 Stereo

USB e Bluetooth

Dell

Pro Stereo Headset UC150

USB

Jabra

BLZ 2400 II

USB

Jabra

Evolve 20 MS

USB

Jabra

Evolve 75

USB e Bluetooth

Jabra

UC Voice 550a MS Mono

USB

JBL

Everest Elite 750NC Stereo

Bluetooth

Logitech

Headset H390

USB

Logitech

Stereo H650e

USB

Microsoft

LifeChat LX-3000

USB

Microsoft

LifeChat LX-6000

USB

Plantronics

Blackwire 320

USB

Plantronics

Blackwire 3220 Series

USB

Plantronics

Blackwire C220

USB

Plantronics

Audio 628 USB

USB

Samsung

USBC Headset

USB

Sony

WH-CH700N

USB

Sony

Headset Pulse 7.1

USB

Sony

WH-XB900N

Bluetooth

Atualização: 11.06.2021

Regras de conduta para prevenção da COVID-19

Uso de Máscaras

Cobrindo a boca e o nariz. Usar o tempo todo.
Evitar tocar a boca, o nariz e os olhos.

Distanciamento

Mínimo de 2 metros

Mãos

Lavar frequentemente ou higienizar com álcool em gel.

Etiqueta Respiratória

Ao espirrar ou tossir, proteger a boca e o nariz com o cotovelo, ou usar lenço descartável.

Sintomas

Se apresentar sintomas, ficar em casa e buscar atendimento médico.