Doação beneficia 66 instituições do Brasil

exemplo-da-acao-transformadora-do-meio-mobile

Doação beneficia 66 instituições do Brasil

Na tarde de 25 de setembro, a CGD – PV (Central Geral do Dízimo PRÓ-VIDA) e suas afiliadas no Brasil realizaram uma Solenidade de Doação beneficiando 66 instituições no país. O evento aconteceu na Sede Central da PRÓ-VIDA, na cidade de São Paulo, no formato híbrido. Contou com a presença física de representantes da CGD-PV e de duas das instituições beneficiadas. As demais instituições, seus convidados e os participantes da PRÓ-VIDA puderam acompanhar a solenidade ao vivo, pelo canal do Youtube.

Em nome da CGD – PV, Eduardo Natrieli lembrou que esta doação é um exemplo de amor ao próximo, o caminho para se conseguir um mundo bem melhor.

“Não é o que doamos o importante, é o exemplo que estamos dando.”

Eduardo Natrieli – representante da CGD-PV

As entidades receberam centenas de eletroeletrônicos, eletrodomésticos e equipamentos industriais, móveis, materiais recreativos, esportivos e pedagógicos, instrumentos musicais, computadores e servidores, equipamentos hospitalares, aparelhos de fisioterapia e fonoaudiológicos. Além de equipamentos específicos para jardinagem, para marcenaria e para oficinas de lanternagem e pinturas de veículos, empilhadeira à combustão e 13 veículos zero quilômetros para locomoção dos assistidos ou transporte de itens.

Representando as instituições presentes, Eliana Agassi de Castro, do Centro Educacional Infantil de Jardim Santo Eduardo de São Paulo, agradeceu a Dr. Celso Charuri, por ter tido a coragem de fundar a CGD-PV, e a todos os voluntários da PRÓ-VIDA, por estarem desenvolvendo esse trabalho.

Gabriel Zitune, representante da União Brasileira Israelita do Bem-Estar Social – Unibes, mencionou que conheceu Dr. Celso e disse que tem procurado honrar a gratidão e a generosidade que aprendeu. Lembrou que a generosidade da PRÓ-VIDA vem ao encontro dessas instituições que precisam de ajuda.

A Central Geral do Dízimo PRÓ-VIDA, há 41 anos, realiza doações visando sempre a recuperação e valorização do ser humano, sem distinção. Os seus participantes entenderam que esse é o caminho para construir uma sociedade mais justa, menos egoísta e mais fraterna.