Jornal O Estado do Paraná - Curitiba - PR - 13 de setembro de 2003

Com ajuda da Pró-Vida, HC abre nova unidade

Equipamentos médicos, materiais hospitalares, computadores, móveis, aparelhos e todos os demais recursos necessários. Essa foi a doação da Pró-Vida / Central Geral do Dízimo para a nova Unidade de Emergência e Urgência do Hospital de Clínicas (HC), da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ela será inaugurada hoje, às 10h30.

A entidade prefere não comentar o valor da contribuição, mas sabe-se que ela está estimada em torno de R$ 1 milhão. Para a direção geral do hospital, aparentemente esse valor foi maior, tendo em vista todos os aparatos que foram doados.

Com a doação, o hospital vai poder ampliar a área de atendimentos de emergência e urgência do hospital. Inicialmente a nova unidade vai contar com cinco leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pronto atendimento adulto, serviços de emergência clínica, central de esterilização e centro cirúrgico ambulatorial. O diretor geral do HC, Giovanni Loddo, diz que a verba de R$ 3,8 milhões do governo federal destinada para a construção do prédio não podia, de forma alguma, ser usada para a compra de equipamentos. Portanto, sem a doação, a nova unidade poderia demorar muito mais a entrar em funcionamento.

Inédito

Essa é a primeira vez que um hospital público recebe uma doação da Pró Vida / Central Geral do Dízimo. Geralmente, a instituição, uma escola filosófica, se relaciona com entidades beneficentes de caráter privado. Porém, o fato do fundador da Pró-Vida, médico Celso Charuri, ter sido aluno a UFPR (veja box acima), acabou contribuindo de forma determinante para que esse atendimento se materializasse. Desde a fundação da Central Geral do Dízimo, em 1979, mais de cinco mil entidades foram atendidas em todo o Brasil e em alguns países do exterior. Deste universo, aproximadamente 500 estão no Paraná, em 120 municípios de diversas regiões.

Fundador receberá título

Durante a cerimônia de inauguração da nova Unidade de Emergência e Urgência do Hospital de Clínicas, o fundador da Pró-Vida, médico Celso Charuri, vai receber o título de Cidadão Honorário do Paraná em memória da Assembléia Legislativa do Paraná. O título já havia sido aprovado em Projeto de Lei em 1998, porém ainda não havia sido entregue.

O médico também também será condecorado como Amigo do HC pela Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas. Além disso, a Associação dos ex-alunos da UFPR, por meio de seu presidente Affonso Antoniuk, vai prestar relevante homenagem ao fundador da Pró-Vida.

Conquista do ideal

O médico Celso Charuri, idealizador da Pró-Vida, nasceu em 11 de junho de 1940, em São Paulo. Em 1963, ingressou no curso de medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Fez residência no Hospital de Clínicas. Especializou-se em Ginecolocia e Obstetrícia, além de ter ampliado seus conhecimentos nas áreas de psiquiatria e filosofia. Após concluir seu curso universitário, retornou a São Paulo e desenvolveu sua carreira profissional. Em 1978, fundou a Pró-Vida, que se constituiu no grande ideal de sua existência. Charuri faleceu prematuramente aos 41 anos em dezembro de 1981, mas a sua obra já solidificada se espalhou por todo o Brasil e por diversos países do exterior.