Aqui você encontra uma seleção de textos proferidos pelo Dr. Celso Charuri, de 1979 a 1981.

Circular de dezembro de 1981

Como vai a sua mente?

Deve estar confusa! Afinal de contas, a casa está cheia. As poltronas estão todas ocupadas, não há espaços vagos. Os moradores são todos diferentes e, por isso mesmo, falam todos ao mesmo tempo, cada um o seu assunto, à sua maneira.

Deve estar confusa, sem direção! Sem objetividade, o desgaste energético é imenso, uma vez que não se define a direção.

A casa está cheia, não há espaços vazios. Todos se sentem na plenitude, na plenitude de casa cheia… de conflitos. É a ansiedade que fala. A razão dá lugar à euforia e esta, à loucura.

Mas em janeiro foi diferente, e pelo menos até maio foi novamente diferente. Por que não dizer que a cada mês foi diferente? Afinal de contas, os convidados foram diferentes, conforme a circunstância de cada mês.

Mas, agora é dezembro e, com certeza, tudo vai se modificar. A confusão vai acabar. Claro, agora, neste mês, todos os moradores falam a mesma língua, têm um único objetivo. É mês de Amor, de Bondade e de festa!

Todos vão comprar, comprar, comprar. Todos desejam receber o presente, troco de suas compras. Sem dúvida, o presente esperado é a Paz interior, que têm aqueles que dão. Todos vão aproveitar a oportunidade das circunstâncias que este mês oferece.

Mas, janeiro está próximo! Fevereiro, também! E o homem comum voltará a viver dependente, dependente das circunstâncias de cada mês, novamente. Afinal são tantos moradores na casa… e cada um tem preferência por uma parte do Todo; e cada um tem de satisfazer seus anseios…

Ainda bem que o ano tem muitos meses e a Vida, muitos anos!

Quem sabe, um dia, em um mês de um ano, em uma hora, e daquele minuto em diante, todos os moradores da casa passem a ter o mesmo objetivo e conversem sempre na mesma direção e, então, façam, dali por diante, um eterno mês de Natal.

Como vai a sua Mente?

DR. CELSO CHARURI

Fundador e idealizador da PRÓ-VIDA

 

© Associação PRÓ-VIDA – São Paulo – SP – Brasil. Proibida a reprodução de parte ou do total desta obra sem prévia autorização.